Logotipo do Lazer e Cultura
Educação

Como promover a atitude empreendedora

11 de junho de 2015

Empreender é muito mais que "ganhar dinheiro" – é buscar o diferencial e se destacar, procurando o novo.

Empreender é enxergar as tendências e pensar em formas de investir em oportunidades novas no mercado de trabalho. O empreendedor é aquele que sabe ler a realidade a partir de diversos ângulos, que olha para um segmento e enxerga o que ninguém viu antes. Por isso, é tão importante desenvolver nos nossos alunos a autonomia e a iniciativa pessoal, ser curioso pelas coisas, pelas pessoas, pelas invenções e buscar novos conhecimentos. Isso é ter atitude empreendedora.

As principais características das pessoas empreendedoras são autoconhecimento, autoestima bem desenvolvida, solidariedade, bom contexto cultural, inteligência emocional, criatividade, proatividade e habilidade em se comunicar, trabalhar em equipe e usar a tecnologia. Algumas das características das pessoas empreendedoras têm origem genética e outras podem ser desenvolvidas por meio da educação – daí a importância do professor.

Parte do autoconhecimento é saber quais são nossos pontos fortes, quais são nossas fraquezas e como melhorá-las. Conhecendo-se bem, é mais fácil vislumbrar novidades e oportunidades do nosso interesse. Já a autoestima tem sua importância na construção da liberdade e da motivação para tomar decisões e soltar a criatividade. Ela expressa opiniões e sustenta seus pontos de vista com convicção, veste-se bem, tem cuidado com o material escolar e a saúde, cria uma boa impressão perante os outros e se sente capaz para tentar novos projetos. 

A solidariedade ajuda a encarar a realidade e as necessidades humanas de um modo digno. A pessoa solidária sabe partilhar e a hora de ceder. Participa de eventos voluntários, ajuda os colegas em dificuldades e é um bom filho dentro de casa. Além disso, é importante ter um bom contexto cultural, o que significa ser um participante ativo do mundo e ter consciência dos problemas, das dificuldades e das oportunidades que podem ser mudadas. A pessoa com essa característica lê temas relacionados às mais diversas questões da atualidade, conhece a realidade do mundo, gosta de conversar, debater e de expor a sua opinião e sabe ouvir.

Para continuar na missão de auxiliar nossos jovens e crianças a terem uma atitude empreendedora, também se faz necessário promover a inteligência emocional. Saber perceber as emoções dos demais, procurar o melhor momento para falar com os outros, usar a forma mais adequada de falar coisas difíceis, conter a raiva em momentos de desconforto e buscar sempre a conciliação em conflitos, além de ter automotivação para superar as dificuldades e desafios.

Todos esses são alguns quesitos que precisam ser incentivados, trabalhados e estimulados nos alunos para que desenvolvam a atitude empreendedora e sintam vontade de ultrapassar seus próprios limites, testar novas ideias e mudar o mundo aos poucos, com muita criatividade e brilho nos olhos


Fonte: http://educacao.uol.com.br/colunas/leo-fraiman/2015/02/25/como-promover-a-atitude-empreendedora.htm

Parceiros Relacionados



, , , /




, , , /




, , , /